Higiene Oral – Doença Periodontal

O que é a doença periodontal?
A placa bacteriana é o resultado da organização de bactérias presentes na cavidade oral, devido à falta de higienização, e numa boca saudável, forma-se num período entre 24 a 48 horas. O acumular de placa bacteriana na superfície do dente, e principalmente na região próxima a gengiva, induz a resposta inflamatória do organismo (gengivite), e a sua progressão (periodontite) decorre do agravamento da infecção e do processo inflamatório.

O problema pode piorar quando a placa bacteriana sofre deposição de material mineral e forma "tártaro" (cálculo dental), que favorece a aderência de mais placa bacteriana.

Quando a doença atinge o periodonto de sustentação (periodontite) pode haver lesões graves no osso em redor do dente que são irreversíveis, podendo levar à perda do dente. A placa bacteriana presente também é responsável pela halitose (mau hálito), pois libera gases sulfurosos, responsáveis pelo mau cheiro.
Os principais sinais de doença periodontal são: Halitose (mau hálito),sangramento e retração gengival (gengivite), perda espontânea de dentes,mobilidade dentária, perda de apetite, alteração na coloração dos dentes, dificuldade em morder, roer e comer, fraturas dentais, salivação com odor alterado ou com a presença de estrias de sangue, perda de peso, espirros e tosses freqüentes, dor ao abrir ou manipular a boca, movimento excessivo da língua na tentativa de retirar algo da boca, inchaço ou fístulas na região infra-orbital.
Além dos danos na cavidade oral pode também causar distúrbios sistêmicos. Endocardite bacteriana, alterações em fígado, rins, articulações, meninges, pulmões... pelo efeito sistêmico, bactérias da placa bacteriana, bem como seus subprodutos e toxinas, podem invadir a  corrente sanguínea e atingir o organismo como um todo.
Classificação da Doença Periodontal :
Grau 0
É a situação ideal: Dentes brancos, gengiva rosada, sem odor desagradável.
Com uma boa higiene oral desde os primeiros meses é possível manter este aspecto muito tempo
Grau 1
Fase inicial da doença periodontal.
Acumulação de placa, gengivite ligeira, começa a notar-se um hálito desagradável e começa a haver deposição de tártaro.Esta fase pode ser reversível com escovagem regular.
Grau 2
Gengivite grave, acumulação de tártaro, e formação de bolsas à volta dos dentes.
Mau hálito.
Início de reabsorção ossea. Geralmente é reversível com tratamento.
Grau 3
Grande retracção da gengive, grande acumulação de tártaro e pús, hálito insuportavel.
Já há reabsorção ossea avançada, os dentes abanam e soltam-se.
Muitas vezes é irreversível, os dentes afectados são uma fonte de infecção e devem ser extraídos

A partir dos 6 meses a dentição de leite já foi substituída pela dentição definitiva, assim é importante a partir desta altura começar a habituar o animal a lavar os dentes com uma pasta apropriada para cão (sem flúor e sem espuma).
A alimentação exclusiva á base de ração seca é muito importante na manutenção dos dentes saudáveis. Alguns suplementos também podem ajudar - Biscoitos apropriados e barras para roer têm um efeito de limpeza dos dentes (não substituem no entanto a escovagem).
E quando os dentes já estão amarelos? Se já há presença de tártaro o melhor é fazer uma limpeza de dentes que consiste na remoção do tártaro e polimento dos dentes.
È importante depois da limpeza tomar medidas para manter uma boa higiene oral (mudar de ração, passar a lavar os dentes regularmente, e introduzir barras de limpeza apropriadas).
A maior parte dos animais a partir dos 3-4 anos precisam de fazer limpezas de dentes regularmente (normalmente uma vez por ano).

                                                  

Drº Ricardo Baptista – Director Clinico da CVST – Centro Veterinário de Santo Tirso e Centro Veterinário de São Tomé

create counter